Sobre Dalia Guerreiro

Doutoranda em Ciências da Informação e da Documentação pela Universidade de Évora. É membro integrado do CIDEHUS e bolseira da Fundação para a Ciência e Tecnologia (bolsa SFRH /BD/82229/2011)

As Humanidades Digitais como uma comunidade de práticas dentro do formalismo académico de Daniel Alves

Daniel Alves, « As Humanidades Digitais como uma comunidade de práticas dentro do formalismo académico: dos exemplos internacionais ao caso português », Ler História [Online], 69 | 2016, posto online no dia 07 Março 2017, consultado no dia 12 Março 2017. URL : http://lerhistoria.revues.org/2496

Um artigo a ler.

e-books, livro digital, livro eletrónico

Electronic Frontier Foundation (eff.org) graphic created by EFF Senior Designer Hugh D'Andrade to illustrate digital books

Electronic Frontier Foundation (eff.org) graphic created by EFF Senior Designer Hugh D’Andrade to illustrate digital books

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os e-books ou livros digitais

Desde o início  deste século que a leitura em dispositivos digitais sofreu um aumento exponencial. Num pequeno aparelho, leve, podemos juntar várias prateleiras de livros. Para além de facilitar o transporte da informação ainda nos fornecem um conjunto de ferramentas que tornam a leitura mais fácil, como por exemplo o acesso ao dicionário, podemos personalizar o tamanho da letra, o brilho, a cor de fundo. O marcador nunca cai e as anotações e sublinhados podem ser utilizadas diretamente, por exemplo, num processador de texto.

Continuar a ler

2ª JORNADA LUSOPENEDITION

lusopenedition

2ª Jornada LusOpenEdition

Realiza-se a 26 de outubro, na FCSH/NOVA, Auditório 1, Torre B, as segundas jornadas do LusOpenEdition.

Programa:

10h – Abertura
Antónia Pedroso de Lima (CRIA, ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, coordenadora LusOpenEdition)
Marin Dacos (CNRS, Diretor da OpenEdition)
Francisco Caramelo (Diretor, FCSH-Universidade Nova de Lisboa)
Fernando Luís Machado (Vice-Reitor, ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa)

10h30 – A Ciência Aberta
Fernanda Rollo (Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior)

11h – OpenEdition: An International Infrastructure for the Digital Humanities and Open Access
Marin Dacos (CNRS, Diretor da OpenEdition)

12h – As Humanidades Digitais e a relevância do conceito de comunidade: alguns dados para o caso português
Daniel Alves (IHC, FCSH/NOVA)

TARDE
Encontro – O livro e a ciência aberta: que caminhos para as ciências sociais e humanas?
Moderação: Frédéric Vidal (CRIA, ISCTE-IUL, LusOpenEdition)

14h30 – Mesa Redonda – Estratégias editoriais
Clara Cabral (Imprensa das Ciências Sociais)
Delfim Leão (Imprensa da Universidade de Coimbra)
Fernanda Olival (CIDEHUS, Universidade de Évora)
João Dias (CEI-IUL)
Luís Baptista (CICS.NOVA, FCSH/NOVA)
Rita Cabral (Centro de Estudos Sociais)

16h30 – Mesa Redonda – Acesso à informação e relação com os leitores
Cátia Carvalho (FCSH/NOVA)
Clarisse Pais (Instituto Politécnico de Bragança)
Maria João Amante (ISCTE-IUL)
Pedro Príncipe (Universidade do Minho, OpenAIRE)

Entrada livre sujeita a inscrição para o e-mail: cria@cria.org.pt

sem-titulo-1

Este evento é financiado pela FCT através do UID/ANT/04038//2013

 

Bibliotecas digitais: do crer ao fazer

A Biblioteca digital pode-se definir como:

“A focused collection of digital objects, including text, video, and audio, along with methods for access and retrieval, and for selection, organization, and maintenance of the collection.”1.

 

Continuar a ler

  1. Witten, I. H., Bainbridge, D., & Nichols, D. M. (2009). How to Build a Digital Library (2 th). Burlington, MA 01803, USA: Morgan Kaufmann []