Pós-Graduação Humanidades Digitais

Pós-Graduação Humanidades Digitais

Estão abertas inscrições para a Pós-graduação em Humanidades Digitais na UAL

Próxima Edição: Setembro 2016.
Duração: 294 horas | ECTS: 60
Horário: 4ª a 6ª feira das 20h00 às 23h00 e sábados das 10h00 às 13h00

A área de investigação das Humanidades Digitais visa ajudar a interpretar o impacto cultural e social da nova realidade que resulta da proliferação dos media baseados na web, a disponibilização de um crescente volume de conteúdos (incluindo as redes sociais), a emergência de técnicas de análise automatizada de conteúdos e de ambientes de visualização e a computação na nuvem, entre outros.

As Humanidades Digitais agregam as ciências sociais e humanas, as ciências de computação e as ciências da informação e documentação. Esta área é extremamente dinâmica, com um número crescente de organizações associadas, eventos e jornais editados. As Humanidades Digitais exibem simultaneamente, para cada disciplina, reptos próprios e grandes questões transversais. Em termos gerais, as linhas de investigação procuram o entendimento e gestão dos ciclos de vida da informação de interesse histórico e social e a sua reutilização como objeto de estudo pelas comunidades académicas e escolares. Os projetos existentes abrangem variadas áreas, destacando-se, no contexto da Pós-Graduação que se propõe, aquelas que têm relação mais direta com as ciências da informação.

 Unidades Curriculares/Docente
Conceitos e métodos em Humanidades Digitais
Dália Guerreiro
Contributos para a definição do conceito de Humanidades Digitais
Contextos de desenvolvimento da disciplina: publicações, organizações, comunidades de interesse, eventos, linhas de investigação, ferramentas e projetos. Problemas associados. Desafios. As Humanidades Digitais e as Ciências da Informação.
Gestão Documental
Leonor Calvão Borges
Arquivo e documentos de arquivo: Conceitos e noções básicas. Princípios arquivísticos. A Gestão Documental. Origem, definição e objetivos. O ciclo de vida dos documentos. A gestão integrada de documentos. Modernização administrativa e gestão documental. Planeamento e implementação de sistemas de gestão documental. Identificação de tarefas e funções. Normas e regulamentação. A gestão de arquivos eletrónicos. Preservação e acesso. Preservação: conceitos e aspetos relevantes. Acesso: conceitos, legislação e aspetos relevantes.
Serviços e Sistemas de Informação
Paulo Leitão
Informação e metainformação: conceitos, formas, contextos e tendências
Sistemas de informação: conceito, contextos e tipologias
Informação e metainformação: a ecologia dos sistemas de informação
Tecnologias da informação e da comunicação e Humanidades Digitais: concretizações e tendências
Processos e técnicas de indexação, acesso, visualização, manipulação e reutilização da informação e da metainformação
Organização e Gestão do Conhecimento
Rosa Maria Galvão
Fundamentos da organização do conhecimento. Modelos conceptuais. O paradigma FRBR (Fuctional Requirments for Bibliographic Records). Os FRBR (Requisitos funcionais dos registos bibliográficos), FRAD (Requisitos funcionais para os dados de autoridade) e FRSAD (Requisitos funcionais para os dados de autoridade assunto). Princípios, normas e códigos de representação e comunicação da informação. Organização e representação do conhecimento (em geral). Tipos de sistemas de organização do conhecimento. Listas de termos. Linguagens categoriais (a CDU). Linguagens combinatórias ou vocabulares (tesauros; ontologias). Futuro dos sistemas de organização do conhecimento na WWW. Atividades formativas.
Curadoria da Arte e Humanidades Digitais
Maria Isabel Roque
Curadoria e museologia da arte: conceitos e síntese histórica.  Museu de arte e cultura contemporânea. Funções do curador e Humanidades Digitais. Estratégias de mediação cultural em multiplataformas digitais. Experiências criativas e imersivas no museu: jogos interativos (gaming) e narração de histórias (storytelling)
Marketing e Comunicação
Madalena Mira
Comportamentos e atitudes perante o mundo digital: on e off.
Empreendedorismo em dimensões invisíveis, mas reais.
Os diferentes interlocutores: alunos, pares, sponsors, instituições diversas.
O poder da imagem, as novas aulas.
Relacionamentos digitais: edição online e acesso aberto.
As redes sociais e o meu curriculum: DeGóis e FCT-Sig; academia.edu, Research Gate, Google Scholar, outros.
Promoção de serviços
Promoção pessoal

 

Mais informação: manual da Pós-Graduação Humanidades Digitais


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *