Património Textual e Humanidades Digitais: da antiga à nova Filologia

Património Textual e Humanidades Digitais: da antiga à nova Filologia

 

 

Maria Filomena Gonçalves e Ana Paula Banza (coord.), Património Textual e Humanidades Digitais: da antiga à nova Filologia, Évora: CIDEHUS, 2013.

ISBN: 978-989-95669-7-2

Citado o colega Daniel Alves “Uma introdução compacta, muito clara e informada sobre as Humanidades Digitais e o seu impacto nos estudos sobre a língua portuguesa.”

Disponível em: http://dspace.uevora.pt/rdpc/handle/10174/10468

Resumo: Este livro reúne textos de especialistas em Filologia, História do Livro, Computação e Humanidades Digitais com o objectivo de trazer novas contribuições acerca das relações, cada vez mais estreitas, entre a Filologia e o meio digital.

Índice

In Limine, p. 3
Arnaldo do Espírito Santo – O Viridarium de Francisco de Mendoça, S.J.
Apresentação de uma obra injustamente esquecida, p. 11
Francisco A. Lourenço Vaz – A importância histórica dos manuscritos da Biblioteca de Évora – O Exemplo da Correspondência de Frei Manuel do Cenáculo, p. 25
João Paulo Silvestre – A Prosódia manuscrita da Biblioteca Pública de Évora (BPECXIII-2-26): um elo perdido da tradição lexicográfica portuguesa, p. 57
Maria Filomena Gonçalves & Ana Paula Banza – Fontes de metalinguísticas para a história do português clássico – O caso das Reflexões sobre a Lingua Portugueza, p. 73
Maria Clara Paixão de Sousa – A Filologia Digital em Língua Portuguesa: alguns caminhos, p. 113
Paulo Quaresma – Análise linguística de documentos da BPE: uma abordagem informática, p. 139
Manuel Raaf – Easily annotating manuscripts online: a Web-Application for linking images to texts, p. 157
Nota biográfica dos autores, p. 174

 

EDHILP – Edições Digitais para a História da Língua Portuguesa (sécs. XVI-XIX)

EDHILP – Edições Digitais para a História da Língua Portuguesa (sécs. XVI-XIX) 

EDHILP

 

 

 

 

Com o objectivo de colocar em linha documentos históricos de natureza metalinguística, que funcionam tanto como publicações e corpora, permitindo a comparação de imagens de manuscritos com a edição diplomática e também fornecendo ferramentas para análise.

Os documentos são propriedade da Biblioteca Pública de Évora. Há a necessidade de inventariação e tratamento sistemático dos referidos documentos. A escolha dos documentos de natureza metalinguística como o tema deste projecto é apoiado em primeiro lugar pelo facto de existirem poucos corpora para Português e ainda há menos que incluem textos dessa natureza. Além disso, a importância dos textos metalinguísticos para Português a partir do século XVI, é reconhecido como fontes com duplo interesse para a história da língua Português, já que, além de descrever um estado de língua, eles são um exemplo disso, agindo simultaneamente como fontes primária e secundária.

A proposta de publicar documentos detidos pela Biblioteca Pública de Évora está ligada, sobretudo, com preocupações de que a proximidade geográfica do centro de pesquisa e e seu papel na prestação de um serviço para a comunidade local e abordar questões relacionadas com o Sul, a partir de uma gama de perspectivas, além de que a colecção Biblioteca Pública de Évora possui imenso valor e de acesso difícil para os investigadores, para que os benefícios deste projecto vão muito além da comunidade local, assumindo relevância a nível nacional e internacional.

Este projecto é desenvolvido no CIDEHUS/UÉ

I SEMINÁRIO INTERNACIONAL «HISTÓRIA E LÍNGUA: INTERFACES»

UE_seminario

4 DE DEZEMBRO DE 2013
Universidade de Évora, COLÉGIO DO ESPÍRITO SANTO (CES)
SALA 124
Évora

PROGRAMA

9H00 – RECEPÇÃO DOS PARTICIPANTES
9h30 – ABERTURA
9h45-10h15 – CONFERÊNCIA INAGURAL
Mariangela Rios de Oliveira (Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro) – Pronomes locativos em textos dramatúrgicos dos séculos XVIII e XIX – padrões de uso
e mudança gramatical
(10h15 –13h00) 1º PAINEL: PATRIMÓNIO IMATERIAL: LÍNGUA E TRADIÇÃO
10h15 – Maria Filomena Gonçalves & Ana Paula Banza CIDEHUS-UÉ) – Barrancos:
património imaterial na raia
10h35 – Vítor Correia (CIDEHUS-UÉ/Progr. Dout. Linguística) – As fontes históricas e a elaboração de uma proposta de Convenção Ortográfica para o Barranquenho
10h55 – Beatriz Quijada (CIDEHUS-UÉ/Mestr. Estudos Ibéricos) – Las nanas en la
tradición oral fronteriza
Pausa – café (11h15-11h45)
11h45 – Sónia Moreira Cabeça (CIDEHUS-UÉ/Progr. Dout. Sociologia) & José Rodrigues dos Santos (CIDEHUS-UÉ) – Lançar a Moda, contar a história: uma breve apresentação da poesia do Cante Alentejano
12h05 – Teresa Simão (CIDEHUS-UÉ/Progr. Dout. Linguística) – O Falar de Marvão, património imaterial raiano – um projeto em desenvolvimento
12h25 – Márcio Undulo (U. Lueji A’Nkonde, Angola/CIDEHUS-UÉ/Progr. Dout.
Linguística) – Perfil linguístico do falante urbano de Angola e sua relação com factos económicos e sociais
Debate

13h00 – Almoço (livre)

TARDE
2º PAINEL: LITERACIA(S) E LÍNGUA: CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO/HUMANIDADES DIGITAIS
14h30 – Luís Cavaco-Cruz (CIDEHUS-UÉ/Progr. Dout. Linguística) – Acessibilidade Linguística: A dimensão sócio-económica da iliteracia
14h50 – Lígia Duarte (CIDEHUS-UÉ/Progr. Dout. História) – Expressões de relação de parentesco: vocabulário e representação social em fontes setecentistas.
15h10 – Dália Guerreiro (CIDEHUS-UÉ/Progr. Dout. CID) – Bibliotecas Digitais para as Humanidades: novos desafios e oportunidades
Debate
Pausa – café (16h45-17h00) 
3º PAINEL: HISTÓRIA E LÍNGUA: DOCUMENTAÇÃO E FONTES
(17h00) – Laura do Carmo (Fundação Casa Rui Barbosa, Rio de Janeiro) – O Brasil em dicionários de língua portuguesa: séculos XVIII e XIX
(17h20) – Francisco Vaz (CIDEHUS-UÉ) – A correspondência como fonte para a história do livro e da leitura – O exemplo do espólio bibliográfico de D. Manuel do Cenáculo
(17h40) – Maria do Céu Fonseca (CEL-UÉ) – Memória gramatical do Português como Língua Estrangeira: contributo para inscrever a língua na história pelo saber escolar.
Debate
(18h00-18h30) – CONFERÊNCIA DE ENCERRAMENTO
Ivana Stolze Lima (Fundação Casa Rui Barbosa, Rio de Janeiro) – Senhores atentos e escravos falantes – língua e comunicação no Rio de Janeiro oitocentista

Programa

UE_logos_seminario