Perplexidade da tragédia na era digital

Poucos instantes depois do incendeio deflagrar na Catedral de Notre-Dame a Web foi invadida pelas imagens das chamas e pelos relatos que as acompanhavam, nas redes sociais, nos blogues, nos sites de noticias, um pouco por todo o lado. Repetiram-se à exaustão as mesmas imagens e, por vezes, os mesmos textos. Até parece que o direito de autor não existe, pois, na grande maioria dos casos, não há qualquer referência ao autor da imagem ou do texto, o que é um mau princípio. Defendo que o autor deve ser sempre referido, citado, enunciado: “o seu a seu dono”. Uma das excepções é o blogue português a.muse.arte que no post “Notre-Dame de Paris no rescaldo das chamas: da história à reconstrução” identifica os autores dos textos e das imagens. Os metadados também são muito descurados.

Continuar a ler

Supporting Digital Scholarship in Research

Journal of Library Administration

 

Vinopal, J., and M. McCormick. (2013) Supporting Digital Scholarship in Research

Libraries: Scalability and Sustainability. Journal of Library Administration 53, no. 1

(January 1, 2013): 27–42. doi:10.1080/01930826.2013.756689

 

Resumo

As bibliotecas, sobretudo as universitárias, fornecem não só o acesso aos livros, mas à informação, são um parceiro privilegiado nos projectos de humanidades digitais. A biblioteca fornece suporte aos investigadores, professores e alunos, através do auxílio na criação de conteúdos digitais em linha, com um wiki ou blog, ou com ferramentas mais complexas, como uma base de dados disponível na web, ou com ferramentas de colaboração entre investigadores, a integração com outras plataformas, etc.

Em 2011 foi feito um levantamento para aferir as necessidades da universidade em novas formas de colaboração baseadas na web, comunicação e publicação, e, propor um modelo de serviço que possam ser adotadas em bibliotecas da NYU.

A biblioteca deve incrementar a aprendizagem de novas competências para professores  alunos, métodos e ferramentas, de forma a integrá-las no seu trabalho

Foram realizadas entrevistas a bibliotecas congéneres, os resultados colocaram a tónica na escalabilidade dos serviços, mas foram apontadas as seguintes vias:

1. Digitalização das coleções: infraestrutura para digitalização, preservação e acesso (criação de uma equipa ou departamento)

2. Serviços de investigação e publicação digital

3. Bolsa Digital ou centro de competências em humanidades digitais

Implementação de um modelo para serviços de alto nível escaláveis e sustentáveis

Os serviços devem ser sustentáveis (para que eles possam ser mantidos ao longo do tempo) e escaláveis (a fim de beneficiar o maior número de estudiosos como possível).

No planeamento para oferecer serviços de bolsa digital, as instituições devem ser guiado por considerações locais, tais como as necessidades dos utilizadores, prioridades estratégicas e existentes estruturas e serviços organizacionais.

Alguns serviços criados noutras instituições: sistema de gerenciamento de conteúdo para blogs e colaboração, com um conjunto de modelos pré definidos e plugins para diferentes necessidades ou modelo para a publicação de revistas, personalizável.

As bibliotecas têm um papel importante a desempenhar no desenvolvimento e manutenção de práticas eficazes nas humanidades digitais. Possuem pessoal técnico treinado nas áreas das TIC e todo o conhecimento de como catalogar, organizar, anotar, associar, integrar, gerir, disponibilizar e reutilizar a informação, competências essenciais ao bom sucesso das humanidades digitais.

ADHO

Ligação

adho_logo_large

ADHO

Alliance of Digital Humanities Organizations

Este consórcio teve início em 2002 em Tuebingen, na conferência da ALLC/ACH.

A sua missão é promover e apoiar a investigação e o ensino das artes e humanidades no âmbito do digital humanities, incentivando e promovendo a publicação, a colaboração e a formação.

Disponibiliza as páginas: publicações, recursos e iniciativas, conferências, prémios, comités, notícias

Atualmente a ADHO é constituída por:

– ALLC: The European Association for Digital Humanities (ALLC)
– Association for Computers and the Humanities (ACH)
– Canadian Society for Digital Humanities / Société canadienne des humanités numériques (CSDH/SCHN)
centerNet
– Australasian Association for Digital Humanities (aaDH)
– Japanese Association for Digital Humanites (JADH)