l’Encyclopédie ou Dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers (1751-1772)

A história da Encyclopédie ou Dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers (1751-1772) é longa, teve início em 1751 e termina em 1772 a sua primeira edição em papel. A obra “compreendendo 35 volumes, 71 818 artigos, e 2 885 ilustrações, foi editada por Jean le Rond d’Alembert e Denis Diderot. D’Alembert deixou o projeto antes do seu término, sendo os últimos volumes obra de Diderot”1. Seguem-se reedições, adaptações e mesmo edições falsas.

A colocação em linha desta obra levanta alguns problemas, por um lado a obra é muito vasta, possui texto e imagem e a pesquisa no corpo do texto é essencial.

Existem várias versões em linha, a título de exemplo as obras disponibilizadas no Internet Archive  são de várias proveniências, pelo que estão em linhas obras com imagens de várias qualidades, a cores ou a preto e branco. A consulta da obra é sempre realizada no mesmo interface2. Aqui temos acesso aos vários volumes que constituem a obra, esta pode ser consultada sequencialmente ou através das pesquisa de termos, podendo ainda ser descarregadas em vários formatos. Na Gallica também estão disponíveis os vários volumes digitalizados, genericamente com os problemas apontados anteriormente. Nestes dois exemplos houve a transposição de suporte sem uma verdadeira edição digital.

No entanto actualmente existem duas edições em linha que vão além da transposição de suporte:

The ARTFL EncyclopédieARTFL Encyclopédie

Édition Numérique Collaborative et CRitique de l’Encyclopédie ou Dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers (1751-1772) (ENCCRE)

ENCCRE

l’Édition Numérique, Collaborative et CRitique de l’Encyclopédie (ENCCRE)

 

A grande diferença entre estas duas edições digitais consiste na apresentação dos resultados. Na primeira somos conduzidos a uma lista de resultados e feita a opção pretendida ao verbete seleccionado, já na segunda após a selecção somos conduzidos à página da obra seleccionada, onde em simultâneo é apresentada a versão transcrita e o facsimile da página, mantendo a referência à página da obra impressa que lhe deu origem. Também se pode aceder à ficha do artigo e às notas existentes.

A pesquisa no ENCCRE é mais elaborada, pois permite que se pesquise tantos nos artigos em:

  • Título dos artigos
  • Contribuidores
  • Assuntos
  • No texto

Para além da pesquisa é possível navegar nos vários volumes,  através das entradas do dicionário, e tendo em simultâneo a transcrição e o facsimile das páginas, mantendo a referência à obra impressa.

As pranchas são exibidas em facsimile3, além da exibição da imagem são acompanhadas da respectiva descrição transcrita, permitindo a correcta leitura do desenho e a pesquisa.

Toda a obra foi codificada para TEI, permitindo a extracção da informação recorrendo a algoritmos.

A ajuda iterativa disponibilizada é bastante eficiente assim como a visita guiada, particularmente útil numa primeira visita.

O projecto está devidamente documentado4.

A forma de realizar a edição digital é muito francesa 5 apresenta em simultâneo o texto transcrito e a imagem do impresso original, a navegação é intuitiva e fluída a ajuda pouco necessária, se bem que apresenta uma boa ajuda interactiva nas páginas.

A referência bibliográfica a cada uma das entradas ou das pranchas não é fornecida, limitam-se a dar os dados em tabela, mas não compõem nenhum tipo de referência segundo as normas. Também seria desejável se fosse possível criar um espaço personalizado para guardar as referências seleccionadas.

A riqueza da Encyclopédie, e sobretudo os estudos e as relações que ainda se podem fazer, agora com a vantagem de estar em linha, continua a gerar interesse. Na plataforma Open Edition estão disponíveis:

  • Blog D’Alembert et l’Encyclopédie: Un des objectifs du blog D’Alembert et l’Encyclopédie est de rendre public des informations inédites ou nouvelles sur D’Alembert et sur les sciences physico-mathématiques au XVIIIe siècle à partir de sources d’archives, de documents peu connus, et des recherches en cours.
  • Revista Recherches sur Diderot et sur l’Encyclopédie est l’unique revue consacrée à la fois à Diderot et à l’Encyclopédie.

Apesar de ser um produto digital com qualidade, continua em evolução na tentativa de optimizar a informação disponibilizada.

Referências Bibliográficas

Guerreiro, Dália Maria Godinho. 2018. “Bibliotecas digitais para as Humanidades: novos desafios e oportunidades”. Tese de Doutoramento, Universidade de Évora. http://hdl.handle.net/10174/23282

Cite this article as: Guerreiro, Dália, "l’Encyclopédie ou Dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers (1751-1772)," in Bibliotecas e humanidades digitais , 29/12/2018, https://bdh.hypotheses.org/1747.

 

  1. Ver wikipédia também existe a versão em português, mas não é tão completa []
  2. Uma das características do Internet Archive,  ver Guerreiro (2018, p. 176)  []
  3. Ver Planches tome I (1762), Pl. I. []
  4. Ver, a título de exemplo, Dossier de press ENCCRE 19 Octobre 2017 []
  5. Ver Bibliotheque Virtuel Humaniste []

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.