8.º Fórum GDI

Fórum de Gestão de Dados de Investigação – 8.º Fórum GDI

Realizou-se a 25 e 26 de novembro na Universidade de  Coimbra o 8.º Fórum GDI. Estão disponíveis, na página do programa, a maioria das apresentações, assim como os vídeos das sessões.

O programa era composto por:

  • Keynote: Implementação de serviços nacionais e estratégias institucionais para a Gestão de Dados de Investigação
  • Flash Talks, apresentações de trabalhos a decorrer
  • Workshops:
    • Planos de Gestão de Dados: formação para Research Support Staf
    • Curadoria de Dados em Repositórios: fluxos de trabalho e serviços
    • Café com Dados: Q&A sobre Proteção de dados, segurança e dados sensíveis
    • Políticas e estratégias institucionais para a GDI
  • Sessão sobre FAIR data do projeto FAIRsFAIR

Prevê-se que no início do próximo ano comece a imposição da FCT para a criação dos PGD nos projetos. Atualmente vários centros de investigação já têm esta prática, sobretudo os que têm acordos de parceria com congéneres europeia, ou por motivação pessoal dos investigadores. 

Os planos de gestão de dados (PGD) dos projetos e respetivos datasets devem ser depositados em repositórios confiáveis e sempre que possível cumprindo as diretivas para os dados FAIR. 

Para cumprir este objetivo a FCT tem vindo a traduzir a ferramenta ARGUS  para português a fim de facilitar a criação e gestão dos planos de gestão de dados e dos respetivos Dataset.  

Os PGD deverão ser colocados em repositórios normalizados, confiáveis e com endereço eletrónico persistente.  

Existem vários repositórios de dados: 

 Foi recomendado que antes de depositar os PGD se verifique a conformidades, a transparência, as boas práticas FAIR, escolher preferencialmente repositórios que estejam integrados no re3data.org, a fim de garantir a proteção e segurança dos dados. 

A médio prazo a FCT vai disponibilizar um repositório de dados, mas inicialmente vai aceitar a deposição em repositórios confiáveis.  

Uma parte importante da gestão de dados é atribuição das respetivas licenças e a anonimização de dados, sempre que exigido e a respetiva preservação. 

A responsabilidade da gestão de dados dos projetos de investigação vai ser repartida entre: as instituições, os investigadores, os serviços de suporte, as unidades de investigação e os estudantes.  

Idealmente as instituições teriam serviços dedicados à curadoria dos dados. 

 


OpenEdition sugere que esta publicação seja citada da seguinte forma:
Dalia Guerreiro (4 de Dezembro de 2021). 8.º Fórum GDI. Bibliotecas e humanidades digitais. Recuperado em 15 de Julho de 2024 de https://doi.org/10.58079/lwmy


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search